Página Inicial
Clipping - Comvest
  22/04/2009


Prazo para pedir isenção de taxa no vestibular 2010 da Unicamp começa no dia 23  (UOL – Vestibular – 20/04/09)

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) abre no dia 23 de abril as inscrições para o pedido de isenção da taxa de inscrição do vestibular 2010. As inscrições devem ser realizadas até dia 22 de maio, exclusivamente pela internet, na página do vestibular.  Para finalizar o processo de inscrição, o candidato deve enviar a documentação necessária descrita no edital pelo correio até o dia 30 de maio. A falta de qualquer documento ou o envio após o prazo excluem o candidato do processo.  Para quem achar conveniente, a Comvest terá em seu prédio computadores com acesso à internet para que os candidatos efetuem a inscrição.



Vestibular unificado de federais tem prós e contras (Universia Brasil – Tendências e Debates – 18/04/09)

A proposta do MEC (Ministério da Educação) para a unificação dos vestibulares de universidades federais não acarretará em mudanças apenas para o setor, mas também trará transformações para os estudantes que pretendem ingressar no Ensino Superior. O próprio ministro da Educação, Fernando Haddad, admite isso. Dentre as novidades, ele destaca a mobilidade estudantil. Segundo Haddad ela tende a crescer devido à possibilidade de alunos da região Sudeste, por exemplo, se candidatarem a vagas de instituição de outras regiões do País. As conseqüências das mudanças para os aspirantes à graduação em IES (Instituições de Ensino Superior) federais, no entanto, dividem a opinião dos entrevistados. Alguns vêem benefícios nas medidas, enquanto outros acreditam que a proposta, no formato desenhado atualmente, pode prejudicar alguns estudantes.



MEC e reitores definem quatro formas de adesão ao novo Enem   (Ministério da Educação – 17/04/09)

Os membros da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o ministro da Educação, Fernando Haddad, definiram nesta sexta-feira, 17, quatro formas de adesão das instituições ao novo Enem. A proposta original do Ministério da Educação, encaminhada na semana passada à Andifes, previa duas formas de participação das universidades ao modelo seletivo unificado, em substituição aos atuais vestibulares. “Foram definidas possibilidades mais flexíveis de participação, com respeito às tradições de cada instituição”, disse o ministro. Cada uma das 55 universidades federais poderá escolher de que maneira utilizará o novo Enem em seu processo seletivo. Há quatro possibilidades: o Enem como fase única; como primeira fase; como fase única para as vagas ociosas, após o vestibular; ou combinado ao atual vestibular da instituição. Neste último caso, a universidade definirá o percentual da nota do Enem a ser utilizado para a construção de uma média junto com a nota da prova do vestibular. Originalmente, o MEC havia apresentado a possibilidade de as instituições utilizarem o Enem como fase única ou como primeira fase de seus processos seletivos. “O que queremos é a participação de todas a alguma das quatro formas, para começar a reestruturar o currículo do ensino médio”, disse Haddad. Qualquer forma de adesão, na visão do ministro, impactará positivamente na reformulação do ensino médio, a fim de despertar a capacidade de raciocínio crítico e analítico dos jovens. As instituições poderão mudar a forma de adesão ao novo Enem de um ano para o outro ou usar o modelo de maneira variada por curso. Por exemplo, a mesma universidade poderá usar o Enem como fase única para a oferta de vagas de ingresso à maioria dos cursos e como primeira fase para cursos que exijam provas de aptidão.  “Percebo claramente o desejo das universidades em participar do processo”, disse o presidente da Andifes, reitor Amaro Lins (UFPE). De acordo com o ministro, nas próximas semanas, o MEC responderá a todas as dúvidas dos reitores sobre detalhes do novo modelo. Além da definição das formas de adesão ao novo modelo de ingresso nas universidades, também foi instalado o comitê de governança do novo Enem. “Será um comitê misto com a participação de reitores e de secretários estaduais que tenham ligação com o ensino médio em seus estados”, explicou Haddad. O comitê será responsável por acompanhar a elaboração da prova e seu impacto no currículo do ensino médio.



Unicamp recebe pedido de isenção de taxa de inscrição a partir de 23/4  (Globo. Com – G1 Vestibular – 21/04/09)

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest) abre na próxima quinta-feira (23) as inscrições para o pedido de isenção da taxa de inscrição do Vestibular Unicamp 2010. As inscrições devem ser realizadas até dia 22 de maio, exclusivamente pela internet. Para finalizar o processo de inscrição, o candidato deve enviar a documentação necessária (descrita no Edital) pelo correio para a Comvest até o dia 30 de maio. Na Unicamp, as isenções da taxa de inscrição são oferecidas em três modalidades: para candidatos provenientes de família de baixa renda (renda líquida máxima de R$500 por morador do domicílio); funcionários da Unicamp/Funcamp; e para aqueles que se candidatarem aos cursos de licenciatura em período noturno (Ciências Biológicas, Física, Letras, Licenciatura Integrada Química/Física, Matemática e Pedagogia).  Os pré-requisitos são: ter cursado integralmente o ensino fundamental e médio em escolas da rede pública, ser residente e domiciliado no estado de São Paulo e já ter concluído ou concluir em 2009 o ensino médio. A lista dos estudantes contemplados com a isenção será divulgada dia 17 de agosto. Também a partir desta data, os contemplados começam a receber - via correio eletrônico – um comunicado de que foram beneficiados. No vestibular 2009, 5.728 candidatos que pediram a isenção e preencheram os requisitos necessários para receber o benefício foram isentos de pagar a taxa de inscrição.



Pedido de isenção para a Unicamp começa na quinta  (Folha de S.Paulo – Cotidiano – 20/04/09)

O prazo para pedir isenção da taxa de inscrição do vestibular Unicamp 2010 começa na próxima quinta, dia 23. Segundo a Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp), as inscrições devem ser feitas até 22 de maio, só pela internet, na página da entidade. A lista dos estudantes contemplados com a isenção será divulgada dia 17 de agosto. No vestibular 2009, dos 7.575 pedidos válidos recebidos pela Comvest, 5.728 candidatos tiveram a isenção.
Para finalizar o processo de inscrição, o candidato deve enviar a documentação (descrita no Edital) pelo correio para a Comvest até o dia 30 de maio.
A falta de documentos ou a perda do prazo excluem o candidato. As isenções contemplam três modalidades: candidatos provenientes de família de baixa renda (renda líquida máxima de R$ 500 por morador do domicílio); funcionários da Unicamp e da Funcamp; e candidatos aos cursos de licenciatura em período noturno (ciências biológicas, física, letras, licenciatura integrada química/física, matemática e pedagogia).